cabubu.png
cabela.jpg

CABUÇU

O Bairro do Cabuçu, completa 170 anos em 2020. Nosso bairro, possui relevância histórica, por ser tratar do terceiro bairro mais antigo de Guarulhos, e também, relevância ambiental, por abrigar 2.634,33 hectares de área verde que corresponde ao Núcleo Cabuçu, pertencente ao Parque Estadual da Cantareira, considerada uma das maiores florestas urbanas do mundo. Além disso, em seu entorno encontra-se a Área de Proteção Ambiental Cabuçu – Tanque Grande, que abrange cerca de 32,2 km² do território do município de Guarulhos.

SIGNIFICADO

A palavra Cabuçu no dialeto tupi significa “Cabo = vespa, Açu = grande”, ou seja, “vespa grande”.

PATRIMÔNIOS HISTÓRICOS

Sua história começou em 1850, com a construção da Capela Bom Jesus da Cabeça, pelo escravo Raimundo Fortes em taipa de pilão (técnica que utiliza o barro para edificação das paredes), posteriormente em 1905, começou a construção da Primeira Obra de Concreto Armado do País, a “Barragem do Cabuçu”, que utilizou concreto vindo da Inglaterra em barris de madeira para sua edificação. Para abrigar seus trabalhadores, o órgão responsável pela construção formou a primeira vila de moradores da região, sendo que, ao longo de 60 anos a grande São Paulo utilizou as águas de nosso manancial.

barragem.png

OLARIAS E AGRICULTURA

Enquanto moradores, já deveríamos sentir orgulho de nosso bairro ter esses dois patrimônios históricos tombados, mas não para por ai, nosso bairro abrigou também aproximadamente 17 olarias por mais de três décadas, onde cada olaria em média fabricava 30 mil tijolos por semana e sem falar na agricultura, em que chegamos ser o terceiro maior produtor de chuchu do Estado de São Paulo, e ainda hoje ao passarmos pela Estrada do Cabuçu algumas plantações ainda resistem e muitas delas já estando na quarta geração da mesma família.

chuchu.jpg
jornal_edited.jpg

JORNAL LATA D'ÁGUA

Com todo este desenvolvimento acontecendo em nosso bairro, na década de 80 surgiu, o primeiro jornal do Cabuçu denominado de “Lata D’Água”, este nome bem sugestivo foi devido à luta para conseguir água para região, pois ironicamente com todo este manancial e com uma barragem que na época  encontrava-se desativada, os moradores sofriam com a falta de água, conseguiram se organizar, reivindicaram, discutiram e por fim, no início da década de 1990, foi inaugurado o “Booster” - (popularmente conhecido como caixa de água do SAAE) ao lado da Escola Estadual Maria Helena, onde através de um sistema de rodízio a população era abastecida semanalmente, até que em 2004, quase 100 anos após a construção da barragem os moradores enfim começaram a serem abastecidos pelas águas do manancial do Cabuçu.

ÁRVORE CABUÇU

Com tantas riquezas históricas e ambientais que nosso bairro abriga, temos mais um destaque, você sabia que temos uma árvore que leva o nome do nosso bairro?

 

Isso mesmo! Ela chama-se Cabuçu e seu nome científico é Miconia cabussu, ainda podemos encontrar este belo exemplar arbóreo em vários pontos de nossa região.

ARVORE.png

Nosso Bairro sempre foi e sempre será construído por nos moradores que não se acomodam com as dificuldades, como descrito em nosso hino, mais um orgulho para nós, pois o Cabuçu é o único bairro que tem um hino.

HINO

Ó Cabuçu, no meio das

montanhas ficou perdido,

ficou a esperar.

 

Mas depois que o povo

reuniu com força, todo

Cabuçu subiu.

 

Os mais cansados enfraqueceram,

você é mais forte

e por ele lutará.

 

Não importa quantos anos

você tem, ó Cabuçu

você vencerá.

Informativo - Lata d’água, Junho 1987.

Organização da Sociedade Civil, que atua no Cabuçu, em Guarulhos, com Projetos nas áreas: Ambiental, Cultural e Educacional.

Conheça-nos!

Rua Hans Heitel Hohl, n°58, Chácaras Cabuçu - 07144-287 - Guarulhos/SP

Estrada do Sabão, n° 13, Cabuçu

07144-270 - Guarulhos/SP

© 2020 por Associação Ambiental e Cultural Chico Mendes

Desenvolvido por Agência Duas - Marketing Digital